21.4.10

quarta-feira, com pouca cor

Estás à minha espera desde do começo da tarde, as tuas janelas não dão para lugar nenhum. Mas eu só posso fazer o teu retrato. As fotografias coladas na parede dizem muito pouco sobre ti. Tu já gostaste de alguém até ao fim de um rio - e então, onde é que está o teu prémio? Sais de casa, o céu corre para ti à altura do cimento. O pouco que te resta nos dedos é esse peso encravado em redor dos olhos. rui pires cabral

Enviar um comentário

be kind.

Copyright © gentesentada
Design by Fearne