13.8.17

a amiga genial | à mesinha de cabeceira

Sem título

A Amiga Genial é a história que vai acontecendo entre duas amigas de um bairro popular. O que enfrentam, o que muda, o que aprendem e descobrem durante a sua infância e adolescência *. É uma história de como isso as transforma enquanto pessoas e enquanto amigas. Conhecemos os factos por Elena, que sempre se viu na sombra de Lila, mas parece-me que pudessemos ouvir a versão de Lila, esta sentiria que Elena era a melhor entre as duas. Este caminho é-nos contado em quatro livros e eu já tive a oportunidade de ler os dois primeiros: A Amiga Genial & História do novo nome. Estou super curiosa quanto ao terceiro: História de quem vai e de quem fica, fica aqui a dica para o caso de haver alguém mortinho por me oferecer um presente! 
* pelo menos no primeiro & segundo volume
Nino fez menção de me ultrapassar, mas, em vez de passar adiante, cortou-me o caminho, empurrou-me contra a parede e apoiou nela a mão livre, como uma barra para me impedir de fugir, e com a outra mão puxou para si o irmão, testemunha silenciosa da sua proeza. Ofegante, disse qualquer coisa que não compreendi. Estava pálido, primeiro sorria, depois punha-se sério, depois sorria de novo. Por fim disse pausadamente, no iltaliano da escola: «Quando formos grandes quero casar contigo.» Depois perguntou-me se entretanto queria ser namorada dele. Era um pouco mais alto do que eu, muito magro, pescoço alto, orelhas um pouco afastadas da cabeça. Tinha cabelo rebelde, olhos intensos com longas pestanas. O esforço que fazia para conter a timidez era impressionante. Embora eu também quisesse casar com ele, apeteceu-me responder: «Não, não posso.» Ele ficou de boca aberta, Pino deu-lhe um puxão. Fugi. Dali para a frente comecei a meter-me por ruelas sempre que o via. No entanto achava-o lindo. (A Amiga Genial - Elena Ferrante, pag.48)

Sem título

Copyright © gentesentada
Design by Fearne