17.8.17

Pássaro de corda | à mesinha de cabeceira

a crónica do pássaro de corda a crónica do pássaro de corda

Numa tentativa de vos fazer ler o livro Crónica do Pássaro de Corda de Haruki Murakami (que é um dos meus preferidos do autor, definitivamente) vou mostrar-vos algo que escrevi enquanto lia o livro, pode ser? podemos fazer assim? p.s: aproveitem que a versão de bolso está bem acessível e sempre dá para transportar para todo o lado. 

a culpa é definitivamente do livro que estou a ler. mas tenho várias vezes de me recordar que não estás presente na minha vida. talvez seja por isso que ainda não fiquei verdadeiramente triste, talvez por estar sempre a saltitar entre uma realidade em que me pertences, em que não houve aquela última conversa para uma realidade que me deixo dar a mão a outra pessoa, para uma realdiade em que sou só eu, os livros e os pés na areia. ah e sono, muito sono e sonhos. vagueio por estas duas (ou três ou quatro) realidades sem sentir, sem pensar muito. tanto reparo que não estás ao meu lado no caminho para a padaria, como tenho a certeza que estàs a distância de um abraço. apesar de não te ver há meses e já nem saber a que cheiras ou como são as tuas feições (acredita tentei) descansa, ainda és o meu preferido.
Copyright © gentesentada
Design by Fearne