13.12.17

fugir

Sem título

no outro dia alguém me deu um caderno novo. digo isto assim como quase não fosse nada, mas foi. não foi num dia qualquer, foi no meu aniversário & não foi um alguém perdido, mas sim uma das minhas pessoas. estendeu-me embrulhado um novo caderno. todas as folhas vazias para deixar correr livre a imaginação, a inspiração. a capa mais amorosa, tu sabes, exatamente como eu gosto. em tons azuis, pássaros e corações. guardei-o porque não sabia o que escrever, tinha o receio de o estragar com coisas menos bonitas. até que um dia sonhava acordava (algo em que sempre perdi muitas horas) e o meu olhar encontrou o caderno perdido na mesinha de cabeceira. não te sei dizer ao certo quanto tempo fiquei perdida entre palavras, mas decidi escrever nele todas as coisas que queria esquecer & guardar sobre ti, deixar o coração ser livre durante um pouco. no final, arrumei-o no fundo do baú das memórias. agora o amor é assim: toca e foge, antes que comece a doer. 


call time, yeah it's easier to hide in the darkness sometimes
oh I gotta take control, oh I gotta let you go now
Copyright © gentesentada
Design by Fearne