18.5.18

porquê um blog?

devagardevagar

Depois de me ter despedido do gentesentada senti um enorme alívio. Custa admitir mas precisava mesmo de lhe dizer adeus, precisava desesperadamente da quebra com o espaço e acredites ou não: achava que desta vez ia ser de vez. Tinha ideias de criar algo novo, com algum outro sentido, com um novo propósito. O gentesentada já não me enchia as medidas e foi aí que surgiu a verdadeira pergunta: porquê que, em 2008, comecei a escrever um blogue? Porque fazia sentido para mim na altura? Sem a pressão de criar novo conteúdo, de me sentar ao computador a escrever algo que afinal já não me dava assim tanto gozo escrever, pude responder a esta pergunta de uma forma mais honesta. Afinal de contas, era uma conversa de mim para mim e até agora, que te escrevo isto, não achei que mais alguém fosse saber das minhas confissões.
Em 2008, como qualquer miúda daquela idade ~faz as contas~ encontrava-me vulnerável. Cheia de sentimentos & palavras que acreditava que mais ninguém podia entender. Era o amor não correspondido e toda a gente sabe que isso é lixado.
A verdade, é que brinco contigo ao esconde-esconde, quando não tenho nada a esconder. A verdade, é que só me escondo como quem não esconde, por saber que me vês e me chamas. A verdade, é que tenho mil corações, que batem mil vezes para percorrer os teus mil caminhos. E é verdade, que me apaixonei por ti, mesmo sem saber. a marta miúda em 2009
Agora, em 2018, dez anos depois, quem sou senão essa mesma miúda? Não vivo uma história de amor não correspondido mas para azar dos azares vivo outras coisas, com a mesma intensidade, com a mesma vontade, com a mesma quantidade de certezas e de dúvidas. Houve um momento em que este espaço deixou de ser esse espaço, o espaço da miúda. Talvez agora, aos vinte e cinco, volte a precisar deste psicólogo pessoal e talvez venha a descobrir que há mais como eu por aí e todos juntos possamos substituir o clube dos corações partidos pelo clube dos perdidos.

Enviar um comentário

be kind.

Copyright © gentesentada
Design by Fearne