23.7.10

Cartas à Ana - Dia cinco

Não estou certa de ter muito a acrescentar, a rotina acabou por se tornar bastante obvia, praia aqui, praia ali, praia além. E julgo que a praia me consome os pensamentos e sinceramente não sei onde andei com a cabeça todo o dia, mas lembro-me de qualquer coisa sobre o facto de aquilo que a s pessoas pensam sobre mim ser tão diferente do que na realidade sou, não sei onde vão buscar a força que tanto gostam de me atribuir, a coragem, o pensamento artístico, nada disso, na realidade me pertence, mas eles insistem e persistem em dizer que sim, persistem em encontrar em mim, novos caminhos que os levem a tais qualidades, que infelizmente sei não possuir. Sou fraca, orgulhosa, sempre tão pouco à vontade e tão pouco gosto de tomar a iniciativa. Mas tantas vezes isso se junta e se confunde em mim, mas só sei agir por embaraço ou até “inconscientemente” criando a ilusão de que sou o que toda a gente, erradamente, pensa que sou.

Martitas
Copyright © gentesentada
Design by Fearne