9.1.11


Então dizes tu que não há qualquer diferença? Que tanto faz e tanto fez? Mas quis eu dar-te a conhecer algo que nunca tivesses, em toda a tua vida, sentido, mas já tu sabias tudo. (...) Quis eu amar-te, como nunca ninguém te tinha amado, mas já tanto amor tinhas recebido, que nem sequer te importou. Calei-me então. (...) E peço desculpa se levo todo este desinteresse a sério, é da idade, certamente.

Enviar um comentário

Copyright © gentesentada
Design by Fearne