22.1.11



põe-me o braço no ombro, eu preciso de alguém. dou-me com toda a gente, não me dou a ninguém. frágil, sinto-me frágil. faz-me um sinal qualquer se me vires falar demais, eu às vezes embarco em conversas banais. frágil, sinto-me frágil. frágil, esta noite estou tão frágil. frágil, já nem consigo ser ágil.
Copyright © gentesentada
Design by Fearne