27.8.11

À mesinha de cabeceira - Torey Hayden.



A pedido de algumas famílias (sempre quis dizer isto no gentesentada) decidi escrever um pouco sobre os livros que vou lendo. Não sei se sou a melhor pessoa para o fazer, pois acabo por de uma maneira ou outra, gostar de tudo o que leio.



Filhos do afecto - Torey Hayden (31 Julho - 8 Agosto)

A prisão do silêncio - Torey Hayden (8 Agosto - 18 Agosto)

Uma criança em perigo - Torey Hayden (18 Agosto - 24 Agosto)



Confesso que não teria lido estes três livros, se eles não me tivessem vindo para às mãos sem eu pedir. Mas é assim que acontece com quase todos os livros que já li, alguém é simpático e empresta-me alguns dos seus livros e eu, geralmente, quero é sempre ler qualquer coisa. Já tinha lido os outros dois livros mais conhecidos da Torey Hayden, "A criança que não queria falar" e "A menina que nunca chorava" e sei, apesar de já ter sido a algum tempo e mal me lembrar das histórias que relatavam, sei que gostei. Não muito, mas gostei.



Quanto a estes três, apesar de a ordem ter sido um pouco ao calhas e não saber qual foi lançado primeiro, julgo que escolhi uma boa ordem. Gostei bastante de "Filhos do afecto", mas não o recomendaria a quase ninguém. "A prisão do silêncio" foi muito mais cativante e comovente e talvez num largo conjunto de sugestões eu até o poderia incluir, quanto a "Uma criança em perigo" não sei ao certo como não tive pesadelos com o que li. É uma história brutal, interessante e com um poder de nos agarrar ao livro. Também é por outro lado uma história que nos deixa mal dispostos, sempre que nos lembramos que isto é uma história verídica.



"Uma criança em perigo":

"Sequiosa de espaços amplos, longe da vida agitada dos grandes centros urbanos, Torey Hayden aceitou um lugar como professora de ensino especial em Pecking, uma pequena cidade americana. Nesta sua nova experiência com crianças marcadas por problemas compormentais. Torey vai encontrar Jadie, uma menina de oito anos que se julga e se comporta como um fantasma, mantendo-se sempre na mesma estranha postura, dobrada sobre si própria como se fechada num mundo de sombras e recusando-se a falar com todos aqueles que lhe são estranhos. Mas Torey, uma personalidade única,que aos seus conhecimentos profundos alia inesgostáveis reservas de criatividade e uma rara capacidade de doação, não desiste, como outros antes dela. No entanto, nada na sua experiência anterior a tinha preparado para o pesadelo de inenarráveis sofrimentos que aquela criança lhe vai desvendando à medida que ganha confiança na única pessoa que a faz sentir-se segura. Torey precisará de muita dedicação e coragem para libertar Jadia das malévolas que lhe roubaram a infância."


Ver a lista de todos os livros, aqui.

1 comentário

  1. Os livros parecem ser lindos ! E têm tudo a ver com o que quero seguir de futuro .

    ResponderEliminar

Copyright © isto já não vai lá com chás
Design by Fearne