1.2.12

à mesinha de cabeceira - Nora Roberts



A chave da luz - Nora Roberts (3 de Janeiro - 9 de Janeiro) 
A chave da coragem - Nora Roberts (10 de Janeiro - 23 de Janeiro)

Como eu sou muito distraída não li a trilogia pela ordem correcta. Não se estejam já a rir, que eu não fui a única cá em casa e além disso a culpa nem foi minha. O segundo livro (que li algures em 2011), "A chave do Saber" vinha entre tantos outros livros e sem os restantes para acompanhar, em nem tive oportunidade de me aperceber que havia um antes e um depois. E a verdade é que li os três livros sempre a achar que não ia gostar. Não, não esperem, li o primeiro livro (que era o segundo, recordo) sempre com o pensamento que não iria gostar. Levei-o até ao fim (tento sempre fazê-lo), deixou-me alguma comichão, não se tornou dos meus preferidos, nem podia dizer que não tinha gostado (mas alguma vez vou ter coragem para dizer que não gostei de ler algum livro?). Mas fiquei com vontade de saber como acabaria a história (o que só podia ser um bom sinal) e quando finalmente me emprestaram os outros dois, ataquei o primeiro com alguma vontade, mas logo me apeteceu deixa-lo de lado. Afinal de contas eu já sabia o que seu final, já sabia como acabaria o romance e a parte misteriosa da coisa. Mas havia aquela curiosidade em mim em saber como é que tinham acontecido alguns pormenores que mais tarde eram referidos no segundo livro. Acabei em tempo recorde (mesmo com alguns contratempos que já vos conto mais para baixo) e dediquei-me ao terceiro. O terceiro é o meu preferido, sempre que tinha alguma oportunidade (mesmo que fosse dez minutos em pé) lia mais umas páginas: ri, quase chorei e reflecti sobre a minha própria vida e os caminhos que já escolhi seguir até aqui (podem dizer - vocês que já são velhos de cabelos brancos - que não foram muitos, mas eu já conto algumas escolhas importantes também). Então aqui fica a minha nota positiva para esta trilogia (o bom de ler uma trilogia é que podemos acompanhar as personagens por muito mais tempo, e vocês sabem como eu sinto saudades das personagens quando um livro chega ao fim) que aconselho a todos os que gostarem de ler romances, alguma aventura e que acreditem em deuses e outros poderes. A autora é de uma escrita leve, fácil de ler em alturas de muito trabalho e stress para aliviar um bocadinho. Eu, tive que me proibir de ler à noite, demasiados pesadelos com deuses e o Kane, sim, agora vão mesmo que ter que ler para saber quem é esta personagem com quem eu sonhei.
Copyright © gentesentada
Design by Fearne