27.1.14

livro de artista

Pode-se sempre cair na definição duchampiana: “É um livro de artista se um artista o fez, ou se um artista diz que é”.
New artists’ books, Lucy Lippard


Para a disciplina de "Introdução às Artes Plásticas" tínhamos para trabalho de casa a criação de um livro de artista. O tema era livre e o resultado final poderia ser qualquer coisa. Eu, claro, fiquei muito entusiasmada com tal liberdade e assustada com um projecto tão aleatório. A professora levou alguns livros sobre o tema e exemplos para que pudessemos ter uma ideia daquilo que era pretendido. Havia cadernos, livros, caixas, malas e até baralhos de cartas. Fui para casa pesquisar mais um pouco e encontrei mais caixas, fotografias, latas de sardinha... Uff. Depois de voltas e contravoltas decidi o que queria fazer, iria bordar e iria entreter-me com mãos. Criei um livrinho de raiz onde bordei e criei images engraçadas com a linha e fotografia. 

Um bocadinho do processo:


Resultado final:

4 comentários

  1. Muito bonito Marta. Bonito nas imperfeições, bonito nos pequenos detalhes, bonito por ser verdadeiro que é o que faz qualquer coisa ser bonita: a genuína ingenuidade.

    ResponderEliminar
  2. O Maria..... está espectacular!!!! Eu quero..... claro que essa versao é tua..... mas quando publicares eu quero!!!!

    ResponderEliminar

Copyright © isto já não vai lá com chás
Design by Fearne