7.11.14

Outubro


Estou a escrever esta publicação sobre Outubro e apesar de ainda nos encontrarmos nos primeiros dias de Novembro sinto que tudo passou há muito mais tempo. O mês de Outubro ficará sempre marcado pela ansiedade, pela dúvida, pela certeza e novamente: pela dúvida. Comecei o mês com ameaça de gripe, mas por outro lado, acredito que fosse apenas cansaço acumulado dos meses atribulados do Verão. A minha mãe e irmã fizeram anos. Deixei de trabalhar na loja (fiquei na dúvida o quanto deveria contar sobre isto, mas achei que não dizer nada, seria pouco sincero). Fotografei o batizado do S., acabei o site da Mau Humor (já foram ver?) e decidi reformular este espaço. Comecei a fazer algumas mudanças no meu quarto, porque a uma mudança de vida corresponde, com muita frequência, uma mudança de móveis. Deixei mais uma vez o project365 no início. O Luís ofereceu-me um urso gigante (que me faz sentir uma criança, mas vocês sabem, uma criança feliz). Continuei sem ter tempo para ler, continuei sem conseguir ver os filmes que quero ver - mas tenho seguido com atenção uma série no AXN, Forever, que acho deveras engraçada. (Quem vê também?) Tenho-me esforçado nos trabalhos da escola - que me roubam imensas horas de sono. O Hugo fez anos. Tenho-me apaixonado por camisas que não posso comprar e tenho gostado de pintar com guache. Eu , as minhas irmãs e sobrinhos, festejámos o Dia das Bruxas. E agora, caminho um pouco mais feliz e descansada para Novembro. O tempo livre extra faz maravilhas a uma pessoa, consigo ter tempo para a escola, para o trabalho, para o blog, para a Mau Humor, para passear, para namorar, para me sentar no sofá e não adormecer em cinco minutos... Assim sim, vale a pena!
 


8 comentários

  1. amei o espaço sem duvida. as mudanças estão simples o que tora tudo melhor. Adorei a cor do cabelo, ando a pensar mudar mas ainda não tive coragem para isso. :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu estou super contente com esta cor e aconselho toda a gente arriscar! Acho tão divertido podermos assumir visuais tão diferentes durante a nossa vida. Ah, e nada é definitivo. Dá sempre para cortar, deixar crescer, pintar outra cor...
      p.s.: eu já ando a pensar em todas as outras cores que gostaria de pintar o cabelo!

      Eliminar
    2. Concordo com o comentário da marta! Já não sei há quanto tempo não vou ao cabeleireiro, tenho cortado sempre o cabelo a mim própria, cada vez que digo a uma amiga:"vou cortar o meu cabelo outra vez" elas dizem-me que não tinham coragem, mas a verdade é que se ficar bem fica, se não ficar mal sempre se pode ir ao cabeleireiro que era essa a ideia inicial! Por incrível que pareça, gosto imenso sempre do resultado e as pontas parece que ficam mais saudáveis por não levarem constantemente com os químicos e calor excessivo que levam nos cabeleireiros e fico orgulhosa de mim! Acho que toda a gente devia fazer assim uma mudança radical em algo que não é permanente como o cabelo! :) Só me resta dizer que te fica muito bem assim o cabelo e que gosto bastante das mudanças aqui no blog! ^^ Beijinhos*

      Eliminar
    3. Eu também tinha uma amiga que tinha um cabelo enorme enorme enorme e era ela que cortava sempre as pontas em casa. Parte engraçada da coisa, ela apenas virava a cabeça para baixo e cortava sem ver o que estava a fazer. Ficava sempre bem!
      E obrigada *

      Eliminar
  2. os excessos, sejam de tempo ocupado ou de tempo livre, nunca são bons. Bom é saber valorizar o positivo das mudanças e ter coragem para as levar a cabo. Aos poucos tranquiliza-nos a segurança de nada ser definitivo (seja a cor de cabelo, as escolhas que fazemos ou as consequências que delas ocorrem). Rosa pálido, da cor do sonho, é o tempo que ainda passamos juntos, as "fiestas" simples e sorridentes que, apesar das distâncias físicas e de modos de estar, conseguiremos sempre fazer. Gostei das fotos, gosto das bolinhas, gosto de te ver mudar ;)

    ResponderEliminar
  3. guardei a foto em que apenas se vê o teu cabelo e o ombro. love it

    ResponderEliminar

Copyright © gentesentada
Design by Fearne