22.5.15

futuro

Assim em forma de desabafo: agora que cada vez mais me aproximo daquilo que era o futuro há uns anos atrás, as coisas realmente começam a ficar assustadoras. As escolhas foram sempre feitas, o apoio da minha família sempre este lá e sendo eu uma rapariga que até tem algum juízo sempre tentei dar o melhor em todas as oportunidades que foram surgindo. Sempre fui considerada especial - não, não estou a ser convencida, já explico. As pessoas que foram passando na minha vida sempre imaginaram grandes futuros para mim, as pessoas depositavam grande confiança em mim. Assim, nesta altura, não seria de esperar mais algumas certezas? Eu certamente não esperava este vazio de não fazer ideia do que irei fazer nos próximos anos. Quanto mais o fim da licenciatura se aproxima, mais portas se vão abrindo e mais incertezas entraram também. Dou por mim a pensar se fiz as escolhas certas, se estou a estudar o que é melhor para mim... Não me entendam mal, estou a gostar bastante e já aprendi imenso sobre imenso e será sempre bom e útil o que aprendi até aqui, mas... por vezes questiono-me seriamente de que me serve tudo isto? Não tenho um trabalho garantido e mesmo que tivesse sinto que preciso de aprender ainda mais para trabalhar em que área seja.. Fico até arrepiada quando os meus professores dizem que seremos os próximos artistas. Em tempos esta pequena afirmação incomodava-me imenso pois nunca me imaginei a ser tão genial ou capaz como todos os artistas que estudei ao longo dos últimos anos. Verdade seja dita, eu nunca quis ser artista. Por isso, questiono-me, qual é o meu papel na sociedade? 
Copyright © gentesentada
Design by Fearne