15.8.15

das quintas.



Ok, eu sou uma rapariga da cidade. Mas também de que forma podia ter sido de outra maneira? Eu cresci e vivi na cidade desde que nasci. Eu e os meus primos brincávamos na rua, sim... Mas na cidade. Nos caminhos no meio das nossas casas. As minhas escolas eram na cidade e eu nunca conheci ninguém que tivesse uma quinta (vá, alguém que me fosse próximo). Por isso posso admitir que fiquei espantada com o tamanho dos porcos e dos touros? Mais, achei o burro tão giro. Fiquei, mais uma vez, rendida à paisagem, às planícies e a tanto céu para admirar. Adorei o baloiço, os banquinhos e o amarelo da casa. (Mais, tinha uma piscina no topo. Bem bom, não é?) 

3 comentários

  1. Já vivi na cidade quando era pequena. Agora, estou há mais de 10 anos numa aldeia. Mas entretanto já vivi mais uns anos entre cá e lá, por causa da faculdade. Mas se me perguntarem o que prefiro, sem dúvida que não trocava a minha terrinha por nada! :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu acho que deve ser bem calminho viver num sítio assim. Mas eu sou muito fã de cidades, confusões, pessoas! Acho que ficaria dividida.

      Eliminar
  2. Muito obrigada pelo comentário :)
    adorei estas fotografias, a dos pratos então... o alentejo/campo/quinta têm o seu encanto! ♡

    ResponderEliminar

Copyright © gentesentada
Design by Fearne