15.8.15

das quintas.



Ok, eu sou uma rapariga da cidade. Mas também de que forma podia ter sido de outra maneira? Eu cresci e vivi na cidade desde que nasci. Eu e os meus primos brincávamos na rua, sim... Mas na cidade. Nos caminhos no meio das nossas casas. As minhas escolas eram na cidade e eu nunca conheci ninguém que tivesse uma quinta (vá, alguém que me fosse próximo). Por isso posso admitir que fiquei espantada com o tamanho dos porcos e dos touros? Mais, achei o burro tão giro. Fiquei, mais uma vez, rendida à paisagem, às planícies e a tanto céu para admirar. Adorei o baloiço, os banquinhos e o amarelo da casa. (Mais, tinha uma piscina no topo. Bem bom, não é?) 
Copyright © gentesentada
Design by Fearne