8.1.17

agendar dois mil e dezassete

Lembram-se quando falei dos últimos meses de 2016 e de como andava a testar o bullet journal? Sim? Ok. (se estão esquecidos ou não viram foi aqui). Decidi juntar todas as ideias que já tinha do passado e do mais tinha gostado no bullet journal para criar uma agenda para 2017 que realmente fizesse sentido e fosse possível adaptar ao ano que me espera (que para já estou um pouco sem pistas do que será verdadeiramente). Comecei logo a colocar algumas ideias em prática em Dezembro e houve muito que já fui mudando desde que tirei estas fotografias (ups?). Para já vou falar-vos um bocadinho desde meu inicio e no final de Janeiro volto a tocar neste assunto. De acordo?

Agenda  
A principal mudança é que mudei de um caderno de folhas lisas para um capa onde podia ter separadores e váripos tipos de folhas. Os motivos porque decidi fazer esta mudança?

Primeiro, posso separar a minha vida em separadores e não em collections* num index* que nunca funcionou com a minha cabeça ansiosa. Assim, criei diferentes separadores das áreas que achei importante manter em controle no próximo ano e fiz os meus próprios separadores (porque não gosto muito daqueles super coloridos que se vendem em quase todo o lado).
*bullet journal talk

Segundo, posso adicionar e subtrair as folhas que me apetece e que devo em qualquer altura. Talvez daqui a uns meses não me interesse carregar com dezembro ou o separador escola deixe de fazer sentido, certo? Por outro lado, posso envolver-me num qualquer outro projeto que se justifique ter o seu próprio separador. (ah! como fui eu que fiz os separadores basta encontrar uma cartolina da mesma cor e substituir!)

Terceiro, posso ter vários tipos de folhas. Assim, também tenho folhas de desenho e de linhas para poder escrever quando me apetece.
nota: percebi no outro dia porque não me encontrava muito feliz com as folhas que tinha comprado: a margem que delimita a folha acaba por estragar maior parte das coisas que quero fazer e rouba-me espaço se as decidir respeitar. entretanto, já encontrei as folhas que queria e em Fevereiro irei optar por as usar. vamos ver como corre!

Entretanto, para além da minha capa e folhas também comprei alguns envelopes de plástico onde posso guardar alguns dos meus posts-its e stickers preferidos e também faturas e coisas do género.

AgendaAgenda AgendaAgenda

Depois foi só passar as coisas mais importantes do velho notebook, decorar os separadores (algo ainda em processo que faço nos dias mais aborrecidos) e começar o ano. Para começar uma frase daquelas pipis que nos inspira ~mas confesso que gosto em particular desta e achei que fazia todo o sentido~, um calendário de todos meses e os acontecimentos mais importantes identificados com cores diferentes (agora também acompanhado de uma lista dos objetivos de 2017 que gostaria de alcançar ~para relembrar várias vezes) e depois entramos em dezembro. quanto ao resto? fica para o final do mês. 

AgendaAgenda Agenda Agenda

Sobre Dezembro? A minha irmã mais velha disse que o separador não estava lá muito giro e passei o mês todo o a recordar esse dia. mas descansem, só me fazia rir, pois até ela ter dito alguma coisa eu até estava bastante satisfeita com o resultado e depois passei o mês todo a pensar «mas eu até acho que está giro. será?», comprei uns mini-autocolantes de várias cores, redondinhos para identificar os diferentes eventos no calendário do mês, não variei os layouts que já tinha usado até então, mas acrescentei o lar doce lar para saber o que estava feito ou o que queria fazer em cada semana. 

Agenda Agenda Agenda Agenda
Copyright © gentesentada
Design by Fearne